Como ser feliz

Como ser feliz.

A busca da felicidade tem sido estudada pela psicologia positiva e quero compartilhar com você importantes descobertas com você e a resposta para essa busca envolve varias coisas  envolve psicologia social neurociência , metodologia cientifica, filosofia e acima de tudo autoconhecimento.

felicidade
felicidade

“Para se feliz você precisa se conhecer e entender qual é o valor que a felicidade tem para você”

Eu pergunto para você, você deseja realmente aumentar o seu nível de felicidade ?
Você entende qual que é o valor que a felicidade tem para você ?
Você esta disposto a pagar o preço daquilo que tem que ser feito para você ser mais feliz ?
Ou é uma daquelas pessoas que esta falando que eu quero ser muito feliz mas não esta disposto a gastar o tempo necessário para você refletir, não quer dar os passos desconfortáveis que são necessários para se transformar ? você quer ser mesmo uma pessoa mais alegre ?  menos preocupada menos pessimista, será que as pessoas ao seu redor se queixam de você por você ser uma pessoa negativa triste ?  sínico , critico talvez até chato ?

Ser uma pessoa feliz é uma prioridade para você hoje ? pensa bem  nessas perguntas porque essa reflexão é meio que o primeiro passo preparatório que você precisa dar para ser mais feliz. Dê uma pausa e pense nisso.

Pensou ?

Conseguiu encontrar dentro de você uma motivação , um desejo sincero de ser mais feliz ?

Somente depois de você ter essa clareza sobre essa  necessidade ai você pode continuar lendo o texto.

Há um conceito bastante popular que é “para você ser feliz basta você sorrir “ parece obvio mas não é tão simples assim.

“ você pode alterar suas emoções modificando seu corpo”

As pessoas sorriem porque estão felizes  ou será que elas estão felizes porque sorriem  ou será que é um pouquinho dos dois ?

Na psicologia social existem opiniões que o nosso rosto ele não apenas expressa as nossas emoções mas o rosto serve para regular ou dar inicio às emoções e essa é uma hipótese que vem sendo discutida já a muito tempo  e recentemente em 1988 alguns pesquisadores na área de psicologia fizeram  experimentos para poder testar qual que é a influencia das nossas expressões faciais nas nossas emoções eles queriam saber por exemplo se a gente conseguia ficar mais alegre antes se antes você abrisse um sorriso , só que esse experimento precisava ser feito de modo a não revelar a verdadeira intensão das pessoas de medir as emoções
e assim não influenciaria os voluntários então  de maneira muito engenhosa os pesquisadores pediram para cada um dos voluntários segurar um lápis, esses voluntários foram divididos em três grupos para realizar essa tarefa, um grupo segurou os lápis com as mãos, outro grupo segurou os lápis com os dentes e outro grupo segurou os lápis com os lábios, quem segurou o lápis com as mãos faziam parte do grupo de controle, quem segurou os lápis com os lábios acabou fazendo um biquinho com a boca e quem segurou os lápis com os dentes acabou fazendo um sorriso sem perceber, e todos os participantes viram alguns desenhos  e tiveram que avaliar dando notas se os desenhos eram engraçados ou não.  E olha o resultado:

felicidade
felicidade

Quem fez o biquinho com a boca deu notas baixas.

Quem segurou os lápis com as mãos deu notas medias

Quem segurou os lápis com os dentes que possibilitou o sorriso acabou dando notas mais altas ou seja são pessoas que divertiram mais .

Essa teoria do lápis é uma clássica fonte cientifica da hipótese do feedback facial .

Ou seja se você forçar um sorriso poderia ficar com a sensação de felicidade, por isso que algumas pessoas dizem que você até  pode até sorrir sem motivo e assim dar o primeiro passo  para ativar a sua felicidade

Agora sempre que você escuta falar que teve um experimento cientifico é necessário antes você ter cautela não seja simplista achando que você esta diante de uma formula magica para ter resultados essa teoria do lápis foi revista em 2014 onde se tentou reproduzir os mesmos resultados porem não foi obtido sucesso  e isso causou um espanto pois se por um lado era verdade que a felicidade chegaria as pessoa sorrindo com um lápis no meio dos dentes, qualquer cientista espalhado pelo mundo também deveria chegar ao mesmo resultado da pesquisa de 1988 e ai as pessoas perderam a confiança nesse experimento “ o feedback fácil”

Porem chegou-se a conclusão que não é qualquer sorriso que funciona , se eu pedir para você sorrir agora provavelmente você não terá um sorriso completo, não basta você sorrir com a boca porque se não fica um sorriso amarelo  você também tem que sorrir com os olhos  além disso tem outro detalhe importante você não pode sentir que esta sendo observado . Então chegou-se a conclusão que o experimento de 2014 não deu certo porque usou-se câmeras para filmar os participantes e isso acabou inibindo o efeito, então bastaria deixar os participantes mais a vontade não deixando perceber que estavam sendo filmados mas com privacidade e assim o efeito poderia acontecer como de fato aconteceu em 1988.

Para você ser feliz não basta apenas sorrir, você tem que sorrir usando a boca e os olhos (utilizando os músculos da boca e dos olhos ) e fazer isso em um ambiente privado ou seja sozinho pois se você souber que esta sendo observado, julgado por câmeras etc. o efeito não vai funcionar

“tome cuidado para não perder a consciência necessária sobre importantes aspectos de sua vida “

felicidade
felicidade

O problema de tudo isso é que quando nos seguimos esse tipo de experimento usando o lápis e colocando ele na boca e sorrindo na frente do espelho “fingindo” até que a emoção se torne realidade, talvez  estaríamos deixando de confrontar um problema ainda maior ou a causa verdadeira do problema por isso que nos precisamos ir além dos experimentos pensar um pouco na nossa filosofia de vida. Porque é que eu estou com dificuldade em sentir a felicidade ? porque que estou preocupado ? porque as pessoas ao redor dizem que eu sou chato desagradável ?  o que eu posso mudar o que posso melhorar, dentro de min ? além de apenas fingir que estou feliz ?  tudo isso é desenvolvimento pessoal ai eu dou conta de aspectos de minha experiencia da minha essência que eu gostaria de modificar e crescer o maior problema não é ter consciência do estado que nos encontramos, não é necessário você sempre ir imediatamente remediar a falta de felicidade, tem momentos que eu quero primeiro observar como eu estou, em alguns momentos a tristeza é necessária a solidão é necessária, o luto é necessário quando uma pessoa querida se vai, se você ignora essas necessidades imediatamente vai atrás buscando por felicidade você pode acabar ignorando o importante. Uma limitação de usar a ciência de modo muito instrumental modo simplista, achar que posso usar o experimento do feedback facial  para ser feliz a qualquer momento, tem momentos que eu preciso de um espaço introspectivo neutro até mesmo um momento de tristeza para eu poder me recompor não faz sentido eu colocar um lápis entre os dentes e me forçar a sorrir não é assim que funciona, quando você busca felicidade forçando demais a situação ela foge de você, tem uma sabedoria do proverbio popular “ em vez de você caçar borboletas você tem que cuidar do seu jardim para que as borboletas venham até você “ e usar o feed back  facial para você ser feliz poder ser parecido com você correr atrás de borboletas, talvez para você pode ser mais importante você cuidar do seu jardim  que é trabalhar o seu desenvolvimento pessoal seu auto conhecimento sua auto estima, seu proposito sua espiritualidade suas habilidades profissionais sua habilidades de comunicação economizar investir suas finanças cuidar do seu corpo  cuidando de tudo isso quando você menos esperar você estará vivendo uma vida mais feliz, assim a felicidade é uma consequência

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *